Produção científica brasileira sobre promoção da saúde na atenção primária: estudo bibliométrico

Xavéle Braatz Petermann, Sheila Kocourek

Resumo


Este estudo teve por objetivo analisar a produção científica sobre a promoção da saúde na atenção primária à saúde no contexto brasileiro. Para isso, realizou-se uma pesquisa bibliométrica com abordagem exploratório-descritiva, por meio da busca de artigos na base de dados Scielo, no período de 2006 a novembro de 2019, com a combinação dos descritores “promoção da saúde and atenção primária à saúde” no resumo dos manuscritos, sendo incluídos 123 artigos. Os resultados evidenciaram o predomínio de artigos nos anos de 2017 e 2016, nas Revistas Ciência & Saúde Coletiva e Saúde Pública, respectivamente. Relativo ao assunto do artigo relacionado à promoção da saúde na atenção primária, a maioria abordaram a alimentação/nutrição e assistência farmacêutica. Identificou-se também que o método empregado com maior frequência é o qualitativo e a população de estudo mais frequente foram os profissionais de saúde e os idosos. Foi possível obter um panorama da produção acadêmica nacional, de modo a direcionar ainda as lacunas existentes na produção e consequente evolução da temática no período analisado.


Referências


Buss PM, Carvalho AI. Desenvolvimento da promoção da saúde no Brasil nos últimos vinte anos (1988-2008). Ciência & Saúde Coletiva. 2009; 14: 2305-16.

Pereira IC, Oliveira MA. Atenção primária, promoção da saúde e o Sistema Único de Saúde: um diálogo necessário. São Paulo: Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo. 2014; 109.

World Health Organization (WHO). Declaration of alma-Ata International Conference on Primary Health CAre, Alma-Ata, USRR, 6-12 Sept. 1978. Geneve; 1978. Disponível em: . Acesso em: 07 jul. 2019.

World Health Organization (WHO). The Ottawa Charter for Health Promotion. First International Conference on Health Promotion, Ottawa, 21 Nov. 1986. Geneve; 1986. Disponível em: . Acesso em: 07 jul. 2019.

Aith FM. Marcos legais da promoção da saúde no Brasil. Revista de Medicina. 2013 Jun 30;92(2):148-54.

Silva PF, Baptista TW. Os sentidos e disputas na construção da Política Nacional de Promoção da Saúde. Physis: Revista de Saúde Coletiva. 2014; 24: 441-65.

Brasil. Política Nacional de Promoção da Saúde: PNaPS: revisão da Portaria MS/GM nº 687, de 30 de março de 2006.

Brasil. Ministério da Saúde. Portaria GM/MS nº 687, de 30/03/2006, que institui a Política Nacional de Promoção da Saúde.

Malta DC, Morais Neto OL, Silva MM, Rocha D, Castro AM, Reis AA, Akerman M. Política Nacional de Promoção da Saúde (PNPS): capítulos de uma caminhada ainda em construção. Ciência & Saúde Coletiva. 2016; 21: 1683-94.

Dias MS, Oliveira IP, Silva LM, Vasconcelos MI, Machado MD, Forte FD, Silva LC. Política Nacional de Promoção da Saúde: um estudo de avaliabilidade em uma região de saúde no Brasil. Ciência & Saúde Coletiva. 2018; 23: 103-14.

Chueke GV, Amatucci M. O que é bibliometria? Uma introdução ao Fórum. Internext. 2015; 10(2): 1-5.

Melo Ribeiro HC. Bibliometria: quinze anos de análise da produção acadêmica em periódicos brasileiros. Biblios. 2017; 69: 1-20.

Moura LKB et al. Análise bibliométrica das evidências científicas sobre violência contra a pessoa idosa. Ciência & Saúde Coletiva. 2020; 25: 2143-2152.

Sobre o Scielo [internet]. Scientific Electronic Library Online. [data desconhecida] [acesso em 2019 dez 8]. Disponível em: https://www.scielo.org/pt/sobre-o-scielo.

Paim JS. Sistema Único de Saúde (SUS) aos 30 anos. Ciência & Saúde Coletiva. 2018; 23(1): 1723-1728.

Prado NMBL, Santos AM. Promoção da saúde na Atenção Primária à Saúde: sistematização de desafios e estratégias intersetoriais. Saúde em Debate. 2018; 42: 379-395.

Malta DC et al. O SUS e a Política Nacional de Promoção da Saúde: perspectiva resultados, avanços e desafios em tempos de crise. Ciência & Saúde Coletiva. 2018; 23: 1799-1809.

Sobre a Revista Ciência e Saúde Coletiva [internet]. Revista Ciência e Saúde Coletiva. [data desconhecida] [acesso em 2019 dez 9]. Disponível em: http://www.scielo.br/revistas/csc/paboutj.htm

Sobre a Revista de Saúde Pública [internet]. Revista de Saúde Pública. [data desconhecida] [acesso em 2019 dez 9]. Disponível em: http://www.scielo.br/revistas/rsp/paboutj.htm

Jaime PC, Delmuè DC, Campello T, Silva DO, Santos LM. Um olhar sobre a agenda de alimentação e nutrição nos trinta anos do Sistema Único de Saúde. Ciência & Saúde Coletiva. 2018;23:1829-36.

Magalhães, R. Avaliação da Política Nacional de Promoção da Saúde: perspectivas e desafios. Ciência & Saúde Coletiva. 2016; 21: 1767-1776.

Costa EA et al. Concepções de assistência farmacêutica na atenção primária à saúde, Brasil. Rev. Saúde Pública. 2017; 51(supl.2).

Ministério da Saúde (BR), Secretaria de Ciências, Tecnologia e Insumos Estratégicos, Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos. Assistência farmacêutica na atenção básica: instruções técnicas para sua organização. 2. ed. Brasília (DF); 2006.

Bermudez JAZ et al. Assistência Farmacêutica nos 30 anos do SUS na perspectiva da integralidade. Ciência & Saúde Coletiva. 2018; 23: 1937-1949.

Ministério da Saúde (BR), Secretaria de Políticas de Saúde, Departamento de Atenção Básica. Política Nacional de Medicamentos. Brasília (DF); 2001. (Série C. Projetos, Programas e Relatórios, 25).

Oliveira ES, Costa AP. Pesquisa qualitativa: desenvolvimento e perspectivas no campo da promoção da saúde. Revista Brasileira em Promoção da Saúde. 2017; 19; 29:1-4.

Lorenzini, E. Pesquisa de métodos mistos nas ciências da saúde. Revista Cuidarte. 2017; 8(2): 1549-1560.

Santos JLG et al. Integração entre dados quantitativos e qualitativos em uma pesquisa de métodos mistos. Texto & Contexto-Enfermagem. 2017; 26(3).

Brito GEG, Mendes ACG, Santos Neto PM. O trabalho na estratégia saúde da família e a persistência das práticas curativistas. Trabalho, Educação e Saúde. 2018; 16(3): 975-995.

Heidemann ITSB et al. Estudo comparativo de práticas de promoção da saúde na atenção primária em Florianópolis, Santa Catarina, Brasil e Toronto, Ontário, Canadá. Cadernos de Saúde Pública. 2018; 34.




DOI: https://doi.org/10.36925/sanare.v20i1.1419

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


S A N A R E  - Revista de Políticas Públicas

Escola de Saúde Pública Visconde de Saboia - ESP-VS

Av. John Sanford, nº 1320 - Bairro Junco - Sobral/CE

CEP: 62030-362  - Fone:(88) 3614.5520

Email: revista_sanare@hotmail.com