Perfil, fatores de risco e prevalência da violência contra a mulher

Letícia Barbosa Dias, Lisie Alende Prates, Luiza Cremonese

Resumo


Objetivo: analisar as evidências disponíveis na literatura acerca do perfil, fatores de risco e prevalência da violência contra a mulher. Método: revisão integrativa realizada na BDENF, LILACS, PubMed e Scopus. Foram incluídos artigos de estudos primários, realizados no Brasil e disponíveis em português. Resultados: a partir da análise dos 26 artigos incluídos, verificou-se que a violência contra a mulher prevalece entre mulheres jovens; pretas, negras ou pardas; católicas; casadas ou que conviviam com parceiros íntimos; mães ou que estavam grávidas e não exerciam atividade remunerada. O uso de drogas e/ou álcool pela mulher ou agressor, baixa escolaridade, condição socioeconômica vulnerável, histórico de violência intrafamiliar na infância, iniciação sexual precoce, infância ausente de brincadeiras e afeto, falta de suporte familiar e dependência financeira do agressor emergiram como fatores de risco. Conclusão: esses achados podem auxiliar no desenvolvimento de intervenções para o enfrentamento da violência contra a mulher.


Referências


WHO. World report on violence and health. Geneva, World Health Organization; 2002.

Silva EB, Padoin SMM, Vianna LAC. Mulher em situação de violência: limites da assistência. Cien Saude Colet [serial on the internet] 2015 [cited 2020 Ago 20];20(1):249-58. Available from: https://www.scielo.br/pdf/csc/v20n1/pt_1413-8123-csc-20-01-00249.pdf

Lucena KDT, Deininger LSC, Coelho HFC, Monteiro ACC, Vianna RPT, Nascimento JA. Análise do ciclo da violência doméstica contra a mulher. J Hum Growth Dev [serial on the internet] 2016 [cited 2020 Ago 20];26(2):139-46. Available from: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/rbcdh/v26n2/pt_03.pdf

Brasil. Ministério da Saúde. Impacto da violência na saúde dos brasileiros. Brasília: Ministério da Saúde; 2005.

Santos AG, Monteiro CFS, Feitosa CDA, Veloso C, Nogueira LT, Andrade EMLR. Tipos de transtornos mentais não psicóticos em mulheres adultas violentadas por parceiro íntimo: uma revisão integrativa. Rev Esc Enferm USP [serial on the internet] 2018 [cited 2020 Ago 20];52: e03328. Available from: https://www.scielo.br/pdf/reeusp/v52/0080-6234-reeusp-52-e03328.pdf

Brasil. Ministério da Saúde. Agenda de Prioridades de Pesquisa do Ministério da Saúde. Brasília: Ministério da Saúde; 2018.

Paula CC, Padoin SMM, Galvão CM. Revisão integrativa como ferramenta para tomada de decisão na prática em saúde. In: Lacerda MR, Costenaro RGS. Metodologia da pesquisa para enfermagem e saúde: da teoria à prática. Porto Alegre: Moriá, 2015.

Instituto de Pesquisa DataSenado. Violência doméstica e familiar contra a mulher. Senado Federal. Junho; 2017.

Oliveira MT, Samico I, Ishigami ABM, Nascimento RMM. Violência intrafamiliar: a experiência dos profissionais de saúde nas Unidades de Saúde da Família de São Joaquim do Monte, Pernambuco. Rev bras epidemiol [serial on the internet] 2012 [cited 2020 Set 12];15(1):166-78. Available from: https://www.scielo.br/pdf/rbepid/v15n1/15.pdf

Rodrigues EAS, Tavares R, Melo VH, Silva JM, Melo EM. Violência e Atenção Primária à Saúde: percepções e vivências de profissionais e usuários. Saúde debate [serial on the internet] 2018 [cited 2020 Set 12];42(n. esp.):55-66. Available from: https://www.scielosp.org/article/ssm/content/raw/?resource_ssm_path=/media/assets/sdeb/v42nspe4/0103-1104-sdeb-42-spe04-0055.pdf

Pedrosa CM, Spink MJP. A violência contra mulher no cotidiano dos serviços de saúde: desafios para a formação médica. Saúde Soc [serial on the internet] 2011 [cited 2021 Jan 06];20(1):124-35. Available from: https://www.scielo.br/pdf/sausoc/v20n1/15.pdf

Oliveira CAB, Alencar LN, Cardena RR, Moreira KFA, Pereira PPS, Fernandes DER. Perfil da vítima e características da violência contra a mulher no estado de Rondônia – Brasil. Rev cuid [serial on the internet] 2019 [cited 2020 Set 22];10(1). Available from: http://www.scielo.org.co/pdf/cuid/v10n1/2346-3414-cuid-10-1-e573.pdf

Silva RA, Araujo TVB, Valongueiro S, Ludermir AB. Enfrentamento da violência infligida pelo parceiro íntimo por mulheres em área urbana da região Nordeste do Brasil. Rev saúde pública [serial on the internet] 2012 [cited 2020 Set 18];46(6):1014-22. Available from: https://www.scielo.br/pdf/rsp/v46n6/ao3594.pdf

Viana AL, Lira MOSC, Vieira MCA, Sarmento SS, Souza APL. Violência contra a mulher. Rev enferm UFPE on line [serial on the internet] 2018 [cited 2020 Set 18];12(4):923-9. Available from: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/110273/28639

Baigorria J, Warmling D, Neves CM, Delziovo CR, Coelho EBS. Prevalência e fatores associados da violência sexual contra a mulher: revisão sistemática. Rev salud pública [serial on the internet] 2017 [cited 2020 Set 22];19(6). Available from: https://www.scielosp.org/pdf/rsap/2017.v19n6/818-826/pt

Taquette SR, Vilhena MM. Uma contribuição ao entendimento da iniciação sexual feminina na adolescência. Psicol estud [serial on the internet] 2008 [cited 2020 Set 22];13(1):105-14. Available from: https://scielo.br/pdf/pe/v13n1/v13n1a12.pdf

Madureira AB, Raimondo ML, Ferraz MIR, Marcovicz GV, Labronici LM, Mantovani MF. Perfil de homens autores de violência contra mulheres detidos em flagrante: contribuições para o enfrentamento. Esc Anna Nery Rev Enferm [serial on the internet] 2014 [cited 2020 Set 20];18(4):600-6. Available from: http://www.revistaenfermagem.eean.edu.br/2017/detalhe_artigo.asp?id=1240

Duarte MC, Fonseca RM, Souza V, Pena ED. Gender and violence against women in nursing literature: a review. Rev bras enferm [serial on the internet] 2015 [cited 2020 Set 20];68(2):325-32. Available from: https://www.scielo.br/pdf/reben/v68n2/en_0034-7167-reben-68-02-0325.pdf

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Políticas de Saúde. Violência intrafamiliar: orientações para prática em serviço. Brasília: Ministério da Saúde; 2001.

Cerqueira D, Coelho DSC. Estupro no Brasil: uma radiografia segundo os dados da Saúde (versão preliminar). Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada-IPEA; 2014.

Miller L. Protegendo as mulheres da violência doméstica. Seminário de treinamento para juízes, procuradores, promotores e advogados no Brasil. 2.ed. Brasília: Tahirid Justice Center; 2002.

Machado DF, Almeida MAS, Dias A, Bernardes JM, Castanheira ERL. Violência contra a mulher: o que acontece quando a Delegacia de Defesa da Mulher está fechada? Cien Saude Colet [serial on the internet] 2020 [cited 2020 Out 15];25(2):483-94. Available from: https://www.scielo.br/pdf/csc/v25n2/1413-8123-csc-25-02-0483.pdf

Waiselfisz JJ. Mapa da Violência 2015: Homicídio de mulheres no Brasil. Flacso. Brasília-DF; 2015.




DOI: https://doi.org/10.36925/sanare.v20i1.1484

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


S A N A R E  - Revista de Políticas Públicas

Escola de Saúde Pública Visconde de Saboia - ESP-VS

Av. John Sanford, nº 1320 - Bairro Junco - Sobral/CE

CEP: 62030-362  - Fone:(88) 3614.5520

Email: revista_sanare@hotmail.com