A PRÁTICA DA TERAPIA DO RISO NA ATENÇÃO HOSPITALAR: REFLEXÕES A PARTIR DA VIVÊNCIA INTERDISCIPLINAR

Neires Alves de Freitas, André Luís Façanha da Silva, Roniele Rodrigues de Sousa, Clarice Faustino de Oliveira, Alessandra Maria Paiva Mesquita, Braulio Nogueira de Oliveira

Resumo


Este artigo tem como objetivo relatar a vivência de estudantes ao realizarem a terapia do riso enquanto estratégia de humanização do cuidado no ambiente hospitalar. Esse relato foi vivenciado a partir da capacitação em Arte e Terapia em Unidades de Saúde promovida pelas Faculdades Instituto Superior de Teologia Aplicada (INTA), visando desenvolver habilidades
necessárias para a atuação do terapeuta do riso no auxílio à equipe de saúde na humanização da assistência às pessoas hospitalizadas, proporcionando bem-estar, alegria e redução do sofrimento. Os participantes dessa ação que durou 8 horas são discentes de Fisioterapia, Enfermagem, Educação Física e Nutrição que foram acompanhados por professores do INTA e da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA), em um hospital privado conveniado com o Sistema Único de Saúde, em Sobral-CE.
Para as atividades lúdicas, utilizou-se uma série de estratégias, tais como: música, dinâmicas, piadas e palhaçadas, teatro, orientações de educação em saúde, contação de história, diálogo e dança, considerando o perfil e processo saúde-doença e cuidado do usuário. A terapia do riso se configurou como estratégia potente de humanização do cuidado, proporcionando alívio
da dor e do sofrimento, bem como dispositivo de integração entre o paciente, o acompanhante e a equipe de saúde. Além disso, a vivência deste momento prático permitiu ampliação do conhecimento multidisciplinar sobre o papel do terapeuta do riso na atenção hospitalar.

Texto completo:

PDF

Referências


Carvalho AM, Begnis JG. Brincar em unidades de

atendimento pediátrico: aplicações e perspectivas. Psicol.

estud. 2006 jan/abr; 11(1):109-17.

Beheregaray LR, Gerhardt TE. A integralidade no cuidado

à saúde materno infantil em um contexto rural: um relato de

experiência [periódico na internet]. Saúde Soc. 2010 [acesso

em 2012 nov]; 19(1): 201-12. Disponível em: http://www.

scielo.br/pdf/sausoc/v19n1/17.pdf

Silva PH, Omura CM. Utilização da risoterapia durante a

hospitalização: um tema sério e eficaz. Rev Enferm UNISA.

;6:70-3.

Godoi AF. Hotelaria Hospitalar e Humanização no

Atendimento em Hospitais: pensando e fazendo. São Paulo:

Ícone Editora; 2004.

Pekelman R, Ferrugem D, Minuzzo FAO, Melz G. A Arte de

acolher através da visita da alegria. Rev. APS. 2009 out/dez;

(4):510-6.

Lima RA, Garcia A, Eliete FN, Lucila C, Melani SM. A arte

do teatro Clown no cuidado às crianças hospitalizadas. Rev

esc enferm USP. 2009;43(1):186-93.

Padovan D, Maria GS. Recreação hospitalar: o papel do

profissional de educação física na equipe multidisciplinar.

Motriz Ver Ed Fis. 2009;15(4):1025-34.

Luiz RR, Miyashiro G. O uso do Bom Humor e o Cuidado

na Saúde [monografia] [internet].Rio de Janeiro: Escola

Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio; 2007. [Acesso em

nov]. Disponível em: http://www.epsjv.fiocruz.br/

index.php?Area=Monografia_PTCC&Num=74&Destaques=1


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


S A N A R E  - Revista de Políticas Públicas

Escola de Saúde Pública Visconde de Saboia - ESP-VS

Av. John Sanford, nº 1320 - Bairro Junco - Sobral/CE

CEP: 62030-362  - Fone:(88) 3614.5520

Email: revista_sanare@hotmail.com