FATORES ASSOCIADOS A INICIAÇÃO SEXUAL PRECOCE DE ADOLESCENTES EM SANTARÉM, PARÁ

Mara Cristiany Rodrigues Spinola

Resumo


A iniciação sexual é diretamente influenciada por fatores biológicos, socioculturais e psicológicos, sendo uma parte integrante da personalidade do ser humano. O objetivo foi identificar os fatores que levaram as adolescentes, atendidas no Centro de Referência de Saúde da Mulher de Santarém, a iniciarem a vida sexual precocemente. Caracteriza-se como uma pesquisa de campo descritiva, transversal com abordagem quantitativa. A amostra foi representada pelo sexo feminino, sendo composta por 41adolescentes. Para a coleta de dados foi utilizado um questionário fechado. Os dados foram analisados mediante estatística descritiva. O estudo evidenciou que entre as adolescentes entrevistadas, 95% apresentaram ensino médio incompleto, 66% dependem financeiramente dos pais/responsáveis, 93% possuem religião, 59% tiveram relações sexuais entre 12 e 15 anos de idade, 49% foram pressionadas/estimuladas pelo parceiro, 100%referiram ter conhecimentos sobre IST’S e métodos contraceptivos, porém 54% não fizeram uso de nenhum método na primeira relação. Diante dos resultados obtidos é importante destacar a importância da família e dos profissionais de saúde na orientação adequada à adolescentes à respeito da sexualidade e saúde sexual, no intuito de reduzir os riscos de uma gravidez não planejada e infecções sexualmente transmissíveis, a fim de tornar o momento da relação sexual menos arriscada possível.

Texto completo:

PDF

Referências


CAMPOS, Dinah Martins de Souza. Psicologia da adolescência: normalidade e psicopatologia. Petrópolis. Vozes, 2011.

SILVA, Aniel de Sarom Negrão, et al. Início da vida sexual em adolescentes escolares: um estudo transversal sobre comportamento sexual de risco em Abaetetuba, Estado do Pará, Brasil. Revista Pan-Amazônica de Saúde, 2015, 6.3: 27-34.

FERREIRA, Maria Margarida da Silva Reis dos Santos; TORGAL, Maria Constança Leite de Freitas Paúl Reis; . Estilos de vida na adolescência: comportamento sexual dos adolescentes portugueses. Revista da Escola de Enfermagem da USP, v. 45, n. 3, p. 589-595, 2011.

SILVA, Raquel Moraes da; et al. Sexualidade na adolescência. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 1, n. 1, 2009

BORGES, Ana Luiza Vilela; LATORRE, Maria do Rosários Dias de Oliveira; Schor, Néia. Adolescência e Vida Sexual: estudo dos fatores individuais e familiares associados ao início da vida sexual de adolescentes da cidade de São Paulo. Anais, p. 1-16, 2016.

SANTOS, Niraldo de Oliveira, et al. A gravidez na adolescência na favela Sururu de Capote em Maceió, Alagoas. Psicologia Hospitalar, v. 12, n. 2, p. 45-64, 2014.

JUSTO, José Sterza. O “ficar” na adolescência e paradigmas de relacionamento amoroso da contemporaneidade. Revista do Departamento de Psicologia-UFF, v. 17, n. 1, p. 61-77, 2005.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Secretaria de Políticas de Saúde. Área técnica de Saúde da Mulher. Parto, aborto e puerpério: assistência humanizada à mulher. Brasília: Ministério da Saúde, 2010.

RESOLUÇÃO Nº 466, de 12 de dezembro de 2012.

LARA, Lucia Alves da Silva; ABDO, Carmita Helena Najjar. Aspectos da atividade sexual precoce. Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia, v. 37, n. 5, p. 199-202, 2015.

OLIVEIRA-CAMPOS, Maryane et al. Comportamento sexual em adolescentes brasileiros, Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PeNSE 2012). Revista Brasileira de Epidemiologia, v. 17, p. 116-130, 2014.

SANTOS, Ana, et al. Associação entre prática religiosa e comportamentos de risco à saúde em adolescentes de Pernambuco, Brasil. Revista Brasileira de Atividade Física & Saúde, v. 20, n. 3, p. 284, 2015.

SASAKI, Reinaldo Satoru Azevedo, et al. Prevalência de relação sexual e fatores associados em adolescentes escolares de Goiânia, Goiás, Brasil. Ciência & Saúde Coletiva, v. 20, n. 1, 2015.

OLIVEIRA-CAMPOS, Maryane. Fatores contextuais associados ao comportamento sexual em adolescentes brasileiros. Belo Horizonte: Faculdade de Medicina da UFMG, 2013.

CRUZEIRO, Ana Laura Sica, et al. Iniciação sexual entre adolescentes de Pelotas, Rio Grande do Sul. Revista brasileira de crescimento e desenvolvimento humano, v. 18, n. 2, p. 116-125, 2008.

SANTOS, Taciana Mirella Batista dos, et al. Fatores que contribuem para o início da atividade sexual em adolescentes: revisão integrativa. Revista de Atenção à Saúde (antiga Rev. Bras. Ciên. Saúde), v. 13, n. 44, p. 64-70, 2015.

OLIVEIRA, Nália de Paula; BÉRIA, Jorge Umberto; SCHERMANN, Lígia Braun. Sexualidade na adolescência: um estudo com escolares da cidade de Manaus/AM. Aletheia, n. 43-44, p. 129-146, 2014.

CASTILHO, Silvia ; NUCCI, Luciana. Idade da menarca em escolares com e sem excesso de peso. Jornal de Pediatria (Versão em Português), v. 91, n. 1, p. 75-80, 2015.

ALVES, Aline Salheb; LOPES, Maria Helena Baena de Moraes. Conhecimento, atitude e prática do uso de pílula e preservativo entre adolescentes universitários. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 61, n. 1, 2008.

OLIVEIRA, Lúcia Fátima Rodrigues de, et al. Adesão de adolescentes à camisinha masculina. Revista de Pesquisa: Cuidado e Fundamental, v. 7, n. 1, 2015.

CRUZ, Daniele Essi da; JARDIM, Dulcilene Pereira. Adolescência e Papanicolau: conhecimento e prática. Adolescencia e Saude, v. 10, n. 1, p. 34-42, 2013.

FERREIRA, Maria de Lourdes da Silva. Motivos que influenciam a não-realização do exame de Papanicolaou segundo a percepção de mulheres. Escola Anna Nery, p. 378-384, 2009.

CASTRO, José Flavio de Lima; ARAÚJO, Rodrigo Cappato de ; PITANGUI, Ana Carolina Rodarti. Comportamento e práticas sexuais de adolescentes escolares da cidade do Recife, Brasil. Journal of Human Growthand Development, v. 27, n. 2, p. 219-227, 2017.

VANZIN, Rafaela, et al. Vida sexual de adolescentes escolares da rede pública de Porto Velho-RO. Aletheia, n. 41, 2013.

HEILBORN, Maria Luiza, et al. Gênero e carreiras sexuais e reprodutivas de jovens brasileiros. Anais, p. 1-21, 2016.

POERSCH, Kelly Mayara; KLIEMANN, Bruna Caroline Kotz; TOBALDINI, Bárbara Grace. Reflexões sobre o trabalho com sexualidade no ensino fundamental: desafios e possibilidades. Ensino, Saúde e Ambiente, v. 8, n. 2, 2015.

CARNEIRO, Rithianne Frota, et al. Educação sexual na adolescência: uma abordagem no contexto escolar. SANARE-Revista de Políticas Públicas, v. 14, n. 1, 2015.

SILVA, Helena M. et al. Sexualidade e risco de gravidez na adolescência: desafios de uma nova realidade pediátrica. Acta Pediátrica Portuguesa, v. 43, n. 1, p. 8-15, 2012.

BORGES, Ana Luiza Vilela, LATORRE, Maria do Rosário Dias de Oliveira, SCHOR, Neia. Fatores associados ao início da vida sexual de adolescentes matriculados em uma unidade de saúde da família da zona leste do Município de São Paulo, Brasil. Cad. Saúde Pública vol.23 no.7 Rio de Janeiro. Julho 2007.

SANTOS, Allan Dantas dos; CAMPOS, Maria Pontes de Aguiar; SANTOS, Ana Maria Dantas dos. Sexualidade na adolescência: entre o desejo e o medo. Scientia Plena, v. 8, n. 9, 2012.




DOI: https://doi.org/10.36925/sanare.v19i1.1385

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


S A N A R E  - Revista de Políticas Públicas

Escola de Saúde Pública Visconde de Saboia - ESP-VS

Av. John Sanford, nº 1320 - Bairro Junco - Sobral/CE

CEP: 62030-362  - Fone:(88) 3614.5520

Email: revista_sanare@hotmail.com