A INSERÇÃO DO ACADÊMICO DE EDUCAÇÃO FÍSICA NA REDE DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL: EXPERIÊNCIA MULTIPROFISSIONAL PROMOVIDA PELO PET REDES

Antonio Cleano Mesquita Vasconcelos

Resumo


Este resumo tem por objetivo relatar a trajetória do acadêmico de Educação Física na Rede de Atenção Psicossocial através do
Programa de Educação para o Trabalho na Saúde (PET Saúde Redes de Atenção), aqui descrito como PET Redes. A Rede de Atenção
Psicossocial, que é também conhecida como Rede de Atenção a Saúde Mental, no contexto da vivência do PET Redes enfatizou o
enfrentamento ao uso indevido de álcool, crack e outras drogas. Os espaços e dispositivos de saúde onde se deram as vivências
foram em escolas de Ensino Fundamental e Médio, Unidade Psiquiátrica de um Hospital Geral e o Centro de Atenção Psicossocial
Álcool e Drogas (CAPS AD), no município de Sobral, Ceará. Tais vivências mostraram as possibilidades de atuação do profissional
de Educação física nessa rede de atenção, principalmente salientando a importância do trabalho multiprofissional como forma de
promover atenção integral não só a saúde mental, como em outros contextos da atenção à saúde. Assim, tal projeto agregou um
grande valor acadêmico e gerou conhecimentos a serem aplicados futuramente no campo profissional.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, et al. Grupo de familiares em CAPS AD: acolhendo e reduzindo tensões. Sanare, Sobral, v.14, n.1, p.81-86, jan./jun.

BRASIL. Portaria Interministerial Nº 1.802, de 26 de agosto de 2008. Institui o Programa de Educação pelo Trabalho para a

Saúde - PET - Saúde. Diário Oficial da União. Brasília, 26 ago. 2008.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido.17. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

LEITE MTS, et al. O Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde na formação profissional. Revista Brasileira de Educação

Médica. v.36, n.1, suppl.1, p111-118, 2012.

MONTEIRO, E. M. L. M.; VIEIRA, N. F. C. Educação em saúde a partir de círculos de cultura. Rev. Bras. Enferm., Brasília, v. 63,

n. 3, p. 397-403,mai./jun. 2010.

OLIVEIRA E, N. Comorbidades clínicas em usuários de crack/cocaína: uma revisão sistemática RETEP,v.4, n.1, p.644-649, 2012.

SCHENKER M.; MINAYO M. C. S. Fatores de risco e de proteção para o uso de drogas na adolescência. Rev. Ciências e Saúde

Coletiva. v. 10, n.3, p. 707-711, 2005.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


S A N A R E  - Revista de Políticas Públicas

Escola de Saúde Pública Visconde de Saboia - ESP-VS

Av. John Sanford, nº 1320 - Bairro Junco - Sobral/CE

CEP: 62030-362  - Fone:(88) 3614.5520

Email: revista_sanare@hotmail.com