PERCEPÇÃO DOS AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE ACERCA DO ACOMPANHAMENTO AOS USUÁRIOS DE SAÚDE MENTAL

Ana Maria de Brito Vieira, Erika Gurgel Albuquerque, Louanne Aires Pereira, Ivna Silva Andrade

Resumo


Com a introdução do Programa Saúde da Família (PSF), os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) assumiram um importante papel na promoção da saúde. Estudos recentes apresentam a importância da capacitação para esses profissionais e a incapacidade do poder público para manter uma educação permanente acerca da Política de Saúde Mental voltada a todos os profissionais da Atenção Primária à Saúde (APS). Este estudo teve por objetivo compreender a percepção dos ACS acerca do acompanhamento aos usuários de saúde mental em Eusébio-CE. Trata-se de uma pesquisa descritiva de abordagem qualitativa. Os dados foram obtidos por meio de grupo focal e utilizou-se a técnica de análise de conteúdo. Os resultados apontaram que os ACS apresentam dificuldades para trabalhar com essa clientela, apesar de reconhecerem a grande demanda de usuários de saúde mental no território. Os desafios se relacionam à falta de apoio da equipe, à precarização do trabalho no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) e à falta de vínculo com a coordenação dos serviços - que provoca desgaste emocional e desmotivação no trabalho.

Texto completo:

PDF

Referências


Peixoto HMC, Lopes VC, Ferreira TN, Rocha RG, Silva PLN.

Percepção do agente comunitário de saúde sobre educação

em saúde em uma unidade básica. Revista de Enfermagem do

Centro-Oeste Mineiro [serial on the internet]. 2015 [cited

Jun 4]; 5(3):1784-1793. Available from: http://www.

seer.ufsj.edu.br/index.php/recom/article/view/912/931

Fracolli LA, Gomes MFP, Chiesa AM. Percepções dos

Agentes Comunitários de Saúde sobre as ações de promoção

da saúde. Revista de Atenção à Saúde [serial on the internet].

[cited 2017 Jun 4];14(47): 49-54. Available from:

http://seer.uscs.edu.br/index.php/revista_ciencias_saude/

article/view/3497/pdf

Brasil. Saúde mental. Brasília (DF): Ministério da Saúde;

Gouveia Passos R, Portugal S. Breve balanço da política

de saúde mental: análise comparativa Brasil e Portugal a

partir das experiências dos residenciais terapêuticas. Revista

de Políticas Públicas. 2015;19(1):91-102.

Ceará (Estado). O que é a reforma psiquiátrica?

[document on the internet]. Fortaleza: Secretaria de Saúde;

[s.d]; [cited 2017 Jun 4]. Available from: http://www.saude.

ce.gov.br/index.php/politicas-de-saude/organizacao-deservicos/

atencao-especializada/44758-saude-mental

Moura RFS, Silva CRC. Saúde mental na atenção básica:

sentidos atribuídos pelos agentes comunitários de saúde.

Psicol Ciênc Prof [serial on the internet]. 2015 [cited 2017

Jun 4];35(1),199-210. Available from: http://www.redalyc.

org/articulo.oa?id=282038428015

Camatta MW, Nasi C, Schneider JF, Ribeiro DB, Oliveira

GC. Intenções de Agentes Comunitários de Saúde sobre as

ações de saúde mental. Rev Enferm UFPE On Line [serial

on the internet]. 2016 [cited 2017 Jun 4];10(7):2436-

Available from: http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/

handle/10183/148813/000998627.pdf?sequence=1

Minayo MCS, organizer. Pesquisa social: teoria, método e

criatividade. 29. ed. Petrópolis (RJ): Vozes; 2010. (Coleção

Temas Sociais).

Bardin L. Análise de conteúdo. Lisboa: Ed. 70; 2011.

Brasil. Resolução n. 466, de 12 de dezembro de 2012.

Regulamentação sobre pesquisas com seres humanos no

Brasil. Diário Oficial da União, Brasília (2013 Jun 13); Sec 1.

Sousa MLT, Lima FA, Sousa RM, Paresque MAC, Carvalho

WRL. Por uma nova promoção e saúde com arranjos

participativos emancipatórios na Estratégia Saúde da Família.

In: Catrib AMF, Dias MSA, Frota MA, organizers. Promoção da

saúde no contexto da Estratégia Saúde da Família. Campinas

(SP): Saberes; 2011. p. 111-24.

Lacerda A, Valla VV, Albuquerque PHNM. Redes de

apoio social no Sistema da Dádiva: um novo olhar sobre a

integralidade do cuidado no cotidiano de trabalho do agente

comunitário de saúde. Rio de Janeiro: Fundação Oswaldo

Cruz; 2010.

Krug SBF, Santos AC, Dutra BD, Bender KG, Sehnem L,

Alves LMS, et al. Sofrimento e adoecimento no trabalho de

agentes comunitários de saúde: um estudo em estratégias

de saúde da família. Revista UniAbeu [serial on the

internet]. 2015 [cited 2017 Jun 4];8(20):363-79. Available

from: http://revista.uniabeu.edu.br/index.php/RU/article/

view/2118/pdf_299

Borges LTS, Lemes AG, Volpato RMJ, Nascimento VF, Rocha

EM. Percepções de profissionais de saúde da ESF relacionado

ao atendimento de pacientes com doença mental. Revista

Eletrônica Interdisciplinar [serial on the internet]. 2015

[cited 2017 Jun 4];2(13):58-63. Available from: http://

revista.univar.edu.br/index.php/interdisciplinar/article/

view/420/349

Cabral TMN, Albuquerque PC. Saúde mental sob a ótica de

agentes comunitários de saúde: a percepção de quem cuida.

Saúde Debate [serial on the internet]. 2015 [cited 2017 Jun

;39(104):159-71. Available from: http://www.scielo.br/

pdf/sdeb/v39n104/0103-1104-sdeb-39-104-00159.pdf

Lima M, Dimenstein M. O apoio matricial em saúde mental:

uma ferramenta apoiadora da atenção à crise. Interface Comun

Saúde Educ [serial on the internet]. 2016 [cited 2017 Jun

;20(58):625-35. Available from: http://www.scielo.br/

pdf/icse/v20n58/1807-5762-icse-1807-576220150389.pdf

Araújo LN, Bandeira ACN, Rocha NNV, Mororo FWP,

Cavalcante JHV, Albuquerque JTPJ. Projeto terapêutico para

usuário de múltiplas substâncias na atenção à saúde mental:

relato de experiência. Sanare (Sobral, Online) [serial on the

internet]. 2015 [cited 2017 Jun 4];14(2):130-4. Available

from: https://sanare.emnuvens.com.br/sanare/article/

view/837/508


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


S A N A R E  - Revista de Políticas Públicas

Escola de Saúde Pública Visconde de Saboia - ESP-VS

Av. John Sanford, nº 1320 - Bairro Junco - Sobral/CE

CEP: 62030-362  - Fone:(88) 3614.5520

Email: revista_sanare@hotmail.com