AUTOPERCEPÇÃO DE HIPERTENSOS ACOMPANHADOS PELA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA ACERCA DA QUALIDADE DE VIDA

Paloma de Vasconcelos Rodrigues, Maria Socorro de Araújo Dias, Maria da Conceição Coelho Brito, Marina Pereira Moita, Lielma Carla das Chagas Silva, Andrea Carvalho Araújo Moreira

Resumo


O estudo objetiva analisar a autopercepção da qualidade de vida de hipertensos acompanhados pela Estratégia Saúde da Família a partir do questionário SF-36. Trata-se de um recorte de uma pesquisa multicêntrica intitulada “Efetividade do Núcleo de Apoio à Saúde da Família frente ao controle clínico e qualidade de vida de hipertensos e diabéticos”, aprovado pelo Programa de Pesquisa para o SUS, edital 01/2017. Trata-se de um estudo transversal, de abordagem quantitativa. O universo do estudo correspondeu ao município de Sobral. Para tabulação dos dados, optou-se pelo uso do Excel. Este estudo respeitou a Resolução CNS 466/2012. Participaram do estudo 125 pessoas portadoras de HAS assistidas por equipes dos Centros de Saúde da Família (CSF). Destas, 81 (65%) eram do sexo feminino e 44 (35%) eram do sexo masculino. É possível observar que 80 participantes (64%) tinham mais de 60 anos. O domínio da qualidade de vida mais comprometido entre os participantes do estudo foi limitação por aspecto físico, com média de 45,2. Já o domínio com maior média foi aspectos sociais (71,4). Este estudo possibilitou mensurar os impactos da HAS na qualidade de vida, nas atividades de vida diária e nas relações sociais.


Texto completo:

PDF

Referências


Rouquayrol MZ, Gurgel M. Epidemiologia e Saúde. 7 Ed. Rio De Janeiro: Medbook, 2013.

Weber MA, et al. Clinical practice guidelines for the management of hypertension in the community: A statement by the american society of hypertension and the international society of hypertension. J Hypertens [Internet]. 2014 [cited 2019 Feb 16];32(1):3-15. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24341872.

Fleck MPA, Chachamovich E, Trentini C. Aplicação Da Versão Em Português Do Instrumento Abreviado De Avaliação De Qualidade De Vida “Whoqol-Bref”. Rev Saúde Pública [internet]. 2000 [cited 2019 Jan 02]34:178-83. Available from: http://www.scielo.br/pdf/rsp/v34n2/1954.pdf.

Gomes DA, Bezerra EM, Silva FC, Costa TP, Ribeiro MD, Dampelo GO. Avaliação da qualidade de vida em idosos hipertensos atendidos em clínica de fisioterapia. Sanare [Internet]. 2015 [cited 2019 Mar 03];14(1):33-7. Available from: https://sanare.emnuvens.com.br/sanare/issue/view/25.

Araújo FNF, Figueiredo TMR, Cardoso MAA, Paes NA, Alencar HE, Santos MA. Efetividade Das Ações De Controle Da Hipertensão Arterial Na Atenção Primária À Saúde. Rev Pesq Saúde [Internet]. 2016 [cited 2019 Jan 12]17(2):80-6. Available from: http://www.periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/revistahuufma/article/view/6025.

Stewart SI, et al. Viper-Bp Study Investigators. More Rigorous Protocol Adherence To Intensive Structured Management Improves Blood Pressure. J Hypertens [Internet]. 2014 [cited 2019 Fev 10],32(6):1342-50. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24759125

Gewer DM, Bandeira VA, Gelatti GT, Collet CF, Oliveria KR. Adesão ao tratamento farmacológico da hipertenso arterial na Atenção Primária. Saúde debate [Internet]. 2018 [cited 2019 Fev 23];42(116):179-80. Available from: https://www.scielosp.org/article/sdeb/2018.v42n116/179-190/.

IBGE. Diretoria De Pesquisas, Coordenação De População E Indicadores Sociais, Estimativas Da População Residente Com Data De Referência 1o De Julho De 2018. 2018. Disponível em:< https://cidades.ibge.gov.br/brasil/ce/sobral/panorama>.

Ciconelli RM. Tradução Para O Português E Validação Do Questionário Genérico De Avaliação De Qualidade De Vida “Medical Outcomes Study 36-Item Short-Form Health Survey (Sf-36)” [Tese]. São Paulo: Universidade Federal De São Paulo; 1997.

Zangirolani LM, Assumpção D, Medeiros MA, Barros MA. Hipertensão arterial autorreferida em adultos residentes em Campinas, São Paulo, Brasil: prevalência, fatores associados e práticas de controle em estudo de base populacional. Ciên. Saúde Colet [Internet]. 2018 [cited 2019 Feb 12];23(4):1221-32. Available from: https://www.scielosp.org/article/csc/2018.v23n4/1221-1232/.

Francisco PM, Segri NJ, Borim FS, Malta D.C. Prevalência simultânea de hipertensão e diabetes em idosos brasileiros: desigualdades individuais e contextuais. Ciência & Saúde Coletiva [Internet]. 2018 [cited 2019 Jan 02]23(11):3829-40. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1413-81232018001103829&lng=pt&nrm=iso.

Dantas RC, Roncalli RA. Protocolo para indivíduos hipertensos assistidos na Atenção Básica em Saúde. Ciênc saúde colet. [Internet]. 2019 [cited 2019 Feb 25];24(1):295-306. Available from: https://www.scielosp.org/article/csc/2019.v24n1/295-306/.

Silva RAR, Sakon PO. Auto percepção do estado de saúde de hipertensos. Rev enferm UFPE [Internet]. 2018 [cited 2019 Jan 21];12(7):1826-34. Available from: https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/biblio-986525.

Scala LC, Magalhães LB, Machado A. Epidemiologia Da Hipertensão Arterial Sistêmica. In: Moreira Sm, Paola Av; Sociedade Brasileira De Cardiologia. Livro Texto Da Sociedade Brasileira De Cardiologia. 2ª. Ed. São Paulo: Manole; 2015.p.780-5.

Brito DMS, Araújo TL, Galvão MT, Moreira MT, Lopes MV. Qualidade de vida e percepção da doença entre portadores de hipertensão arterial. Cad Saúde Pública [Internet]. 2014. [cited 2019 Jan 02];24(4):933-40. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2008000400025.

Suzano DS, Almeida MC, Massa LD, Wegred M. A importância da qualidade de vida em pacientes hipertensos. Saúde em redes [Internet]. 2016 [cited 2019 Feb 03];2(1): 53-63. Available from: http://revista.redeunida.org.br/ojs/index.php/rede-unida/article/view/660.

Sociedade Brasileira de Hipertensão. 7ª diretriz brasileira de Hipertensão Arterial. Brasilian Journal Hypertension [Internet]. 2017 [cited 2019 Jan 16];24(1):1-91. Available from: http://departamentos.cardiol.br/sbc-dha/profissional/revista/24-1.pdf.

Brasil. Ministério Da Saúde. Secretaria De Atenção À Saúde. Departamento Da Atenção Básica. Política Nacional Da Atenção Básica. Brasília: Ministério Da Saúde. 2014.

Nunes LC, Santos CA, Serra MA. Fatores de risco e cuidados de enfermagem ao idoso hipertenso: revisão integrativa. Revista Sanare [Internet]. 2014 [cited 2019 Jan 13];13(2). Available from: https://sanare.emnuvens.com.br/sanare/article/view/581.

Malta DC, Silva Júnior JB. O plano de ações estratégicas para o enfrentamento das doenças crônicas não transmissíveis no brasil e a definição das metas globais para o enfrentamento dessas doenças até 2025: uma revisão. Epidemiol Serv Saúde [Internet]. 2014 [cited 2019 Jan 25];22(1):151-64. Available from: http://scielo.iec.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-49742013000100016




DOI: https://doi.org/10.36925/sanare.v18i2.1369

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


S A N A R E  - Revista de Políticas Públicas

Escola de Saúde Pública Visconde de Saboia - ESP-VS

Av. John Sanford, nº 1320 - Bairro Junco - Sobral/CE

CEP: 62030-362  - Fone:(88) 3614.5520

Email: revista_sanare@hotmail.com