ALÉM DAS GRADES: PERCEPÇÃO DE MULHERES ENCARCERADAS ACERCA DAS CONDIÇÕES DE SAÚDE

Silmaria Bandeira do Nascimento, Antônio Tiago da Silva Souza, Marianne dos Santos Pereira, João Rodrigo de Moura Carvalho, Antonio Vladimir Félix da Silva

Resumo


Este estudo teve por objetivo conhecer as condições de saúde de mulheres privadas de liberdade na penitenciária mista de Parnaíba (PI). Trata-se de pesquisa qualitativa, descritiva e exploratória desenvolvida com 8 mulheres encarceradas em regime fechado. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas para a coleta de dados, seguidas por análise de conteúdo temática. Os resultados indicaram 3 eixos temáticos que embasaram a análise e interpretação: a) “Minha saúde é razoável aqui dentro”; b) “Eles dão vacina na gente e passam exames”; e c) “A saúde do povo daqui só sabe quem vive”. Constatou-se a existência de ações em saúde da mulher no sistema penitenciário, porém, de modo não regular, não programático e desarticulado. Conclui-se que há a necessidade de garantir que as políticas públicas voltadas às mulheres aprisionadas se mostrem efetivas, assim como se enfatiza a importância das equipes multidisciplinares de saúde definirem seu papel na assistência à saúde, de modo que possam fortalecer o vínculo entre os profissionais da saúde e os usuários dos serviços de saúde, com vistas a possibilitar que essas mulheres tenham participação ativa nos cuidados à sua saúde.


Texto completo:

PDF

Referências


Almeida PRC, Soares RSC, Coura AS, Cavalcanti AL, Dutra MOM, Lima TMA. Condição de saúde de mulheres privadas de liberdade: uma revisão integrativa. Rev Bras Ciênc Saúde [serial on the internet]. 2015 [cited 2019 Dec 16];19(1):73-80. Available from: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/rbcs/article/view/23890/15053

Rio de Janeiro (Estado). Saúde e direitos humanos nas prisões [document on the internet]. 2001 [cited 2019 Dec 16]. Available from: http://www.dhnet.org.br/dados/manuais/dht/manual_rj_saude_dh_prisoes.pdf

Brasil. Levantamento nacional de informações penitenciárias [document on the internet]. 2018 [cited 2019 Dec 16]. Available from: http://www.justica.gov.br/news/ha-726-712-pessoas-presas-no-brasil/relatorio_2016_junho.pdf

Ribeiro SG, Lessa PRA, Monte AS, Bernardo EBR, Nicolau AIO, Aquino PS, et al. Perfil gineco-obstétrico de mulheres encarceradas no Estado do Ceará. Texto & Contexto Enferm [serial on the internet]. 2013 [cited 2019 Dec 16];22(1):13-21. Available from: http://www.scielo.br/pdf/tce/v22n1/pt_02.pdf

Mourão LF, Oliveira LB, Marques ADB, Branco JGO, Guimarães MSO, Deus SEM. Promoção da saúde de mulheres encarceradas: um relato de experiência. Sanare (Sobral, Online) [serial on the internet]. 2015 [cited 2019 Dec 16];14(1):52-7. Available from: https://sanare.emnuvens.com.br/sanare/article/view/608

Minayo MCS. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. São Paulo: Hucitec; 2007.

Silva Junior NGSE, Silva EBFL, Medeiros BG, Costa JNS. Revista íntima no sistema prisional paraibano: expressões da violência na subjetividade de familiares de presos. In: Oliveira AASO, Caniato AMPC, Fonseca DC, Almeida JAM, Prado Filho Kléber, Boarini ML, organizers. Psicologia social, violência e subjetividade. Florianópolis: Bosque; 2015. p. 223-9.

Lima GMB. A vida de mulheres na prisão: legislação, saúde mental e superlotação em João Pessoa-PB [thesis]. João Pessoa: Fundação Oswaldo Cruz; 2013.

Carvalho LES, Sousa PCP, Veloso MV, Luz VLES, Feitosa VC. Percepção de detentos sobre a assistência à saúde em um presidio Estadual. Revista Interdisciplinar UNINOVAFAPI [serial on the internet]. 2016 [cited 2019 Jan 12];9(4):79-88. Available from: https://revistainterdisciplinar.uninovafapi.edu.br/index.php/revinter/article/view/660

Medeiros RHA. Uma noção de matriciamento que merece ser resgatada para o encontro colaborativo entre equipes de saúde e serviços no SUS. Physis (Rio J) [serial on the internet]. 2015 [cited 2019 Jan 5];25(4):1165-84. Available from: http://www.scielo.br/pdf/physis/v25n4/0103-7331-physis-25-04-01165.pdf

Assunção CHV. A saúde da mulher: a situação das encarceradas do Presídio Feminino de Florianópolis [monograph]. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina; 2010.

Santa Catarina (Estado). Atribuições da equipe de saúde no sistema prisional [document on the internet]. 2016 [cited 2019 Mar 14]. Available from: http://www.saude.sc.gov.br/index.php/documentos/atencao-basica/sistema-prisional/10990-atribuicoes-da-equipe-de-saude-no-sistema-prisional/file

Constantino P, Assis SG, Pinto LW. O impacto da prisão na saúde mental dos presos do Estado do Rio de janeiro. Ciênc Saúde Colet [serial on the internet]. 2016 [cited 2019 Feb 7];21(7):2089-100. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-81232016000702089&script=sci_abstract&tlng=pt

Brito DC, Lima AF. De bandidões a doentinhos: uma análise das identidades pressupostas numa instituição total. In: Oliveira AAS, Caniato AMP, Fonseca DC, Almeida JAM, Prado Filho K, Boarini ML, organizers. Psicologia social, violência e subjetividade. Florianópolis: Bosque; 2015. p. 123-45.

Guimarães MC. A problemática da visita íntima no cárcere feminino: um estudo de caso sobre a Penitenciária Feminina Consuelo Nasser [dissertation]. Goiânia: Universidade Federal de Goiás; 2015.

Brasil. Política Nacional de Atenção às Mulheres em Situação de Privação de Liberdade e Egressas do Sistema Penitenciário. Brasília (DF): Ministério da Justiça; 2014.

Barros MAR, Penha JC, Galiza DDF. Relação dos condicionantes socioeconômicos, sexuais e reprodutivos quanto ao uso de método contraceptivo de presidiárias. Rev Enferm UFPE On Line [serial on the internet]. 2016 [cited 2018 Dec 20];10(12):4599-605. Available from: https://pdfs.semanticscholar.org/7569/28da8cbb75d14b970289af50ebcd54b51a5f.pdf

Brasil. Política Nacional de Atenção Integral à Saúde das Pessoas Privadas de Liberdade no Sistema Prisional. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2014.




DOI: https://doi.org/10.36925/sanare.v18i2.1374

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


S A N A R E  - Revista de Políticas Públicas

Escola de Saúde Pública Visconde de Saboia - ESP-VS

Av. John Sanford, nº 1320 - Bairro Junco - Sobral/CE

CEP: 62030-362  - Fone:(88) 3614.5520

Email: revista_sanare@hotmail.com