RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL EM SAÚDE DA FAMÍLIA COMO CONDUTORA DE EDUCAÇÃO PERMANENTE NA ATENÇÃO BÁSICA

Francisco Timbó de Paiva Neto, Antonio Cleilson Nobre Bandeira

Resumo


O texto objetiva relatar os processos de Educação Permanente em Saúde (EPS) realizado pela Residência Multiprofissional em Saúde da Família no município de Florianópolis, Santa Catarina e promover reflexão sobre a percepção do conceito de Educação Permanente em Saúde pelos profissionais da Atenção Básica. As EPS aconteceram nos espaços de planejamento dos Centros de Saúde, a fim de aprimorar e organizar os encontros, além de assegurar a integralidade e significado do mesmo no processo de trabalho dos profissionais. Frente aos discursos dos sujeitos podemos perceber que as suas percepções sobre Educação Permanente estão muito próximas das que são definidas pela PNEPS como Educação continuada, mesmo após a condução de momentos conduzidos pelos residentes. Conclui-se que a inserção de residentes multiprofissionais nos serviços de saúde, integrando-se aos processos de trabalho do Grupo Tutorial/EPS, tem como um dos desígnios potencializar métodos na melhoria da saúde em parceria com os trabalhadores nos seus territórios.


Texto completo:

PDF

Referências


Balbino AC, Bezerra MM, Freitas CASL, Albuquerque IMN, Dias MAS, Pinto VPT. Educação permanente com os auxiliares de enfermagem da Estratégia Saúde da Família em Sobral, Ceará. Trab. Educ. Saúde [Internet]. 2010 [cited 2019 Mai 21];8(2):249266. Available from: http://www.scielo.br/pdf/tes/v8n2/a05v8n2.pdf

Ceccim RB, Feuerwerker LCM. Mudança na graduação das profissões de saúde sob o eixo da integralidade. Cadernos de Saúde Pública [Internet]. 2004 [cited 2019 Jul 18];20(5):1400-10. Available from: http://www.scielo.br/pdf/csp/v20n5/36.pdf

Barth OB, Aires M, Santos JLG, Ramos, FRS. Educação Permanente em Saúde: concepções e práticas de enfermeiros de unidades básicas de saúde. Revista Eletrônica de Enfermagem [Internet]. 2014 [cited 2019 Ago 10];16(3):604-11. Available from: https://www.revistas.ufg.br/fen/article/view/22020/17542

Ministério da Saúde. Departamento de Gestão da Educação na Saúde. Política Nacional de Educação Permanente em Saúde: o que se tem produzido para o seu fortalecimento? [documento on the internet]. 2018 [cited 2019 Out 20]. Available from: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/politica_nacional_educacao_permanente_saude_fortalecimento.pdf

Ceccim RB. Educação Permanente em Saúde: desafio ambicioso e necessário. Interface - Comunic, Saúde, Educ [Internet]. 2005 [cited 2018 Dez 22];9(16):161-77. Available from: http://www.escoladesaude.pr.gov.br/arquivos/File/textos%20eps/educacaopermanente.pdf

Nascimento DDG, Oliveira MAC. Competências Profissionais e o Processo de Formação na Residência Multiprofissional em Saúde da Família. Saúde e Sociedade [Internet]. 2010 [cited 2019 Set 13];19(4):814-27. Available from: http://www.scielo.br/pdf/sausoc/v19n4/09.pdf

Santa Catarina (Estado). A Política Municipal de Educação Permanente em Florianópolis- SC. [document on the internet]. 2011 [cited 2019 Ago 16]. Available from: http://www.pmf.sc.gov.br/arquivos/arquivos/pdf/23_01_2018_14.06.29.c0a18df455385ff8a5f538ca9f55ae71.pdf

Brum LM. A pedagogia da roda como dispositivo de educação permanente em enfermagem e a construção da integralidade do cuidado no contexto hospitalar [Dissertação] [Internet]. Porto Alegre. Universidade Federal do Rio Grande do Sul; 2009. 133 p. [cited 2019 Abr 02]. Available from: https://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/18669

Dyniewicz AM. Metodologia da pesquisa em saúde para iniciantes. 2. ed. São Caetano do Sul: Difusão; 2009.

Minayo MCS. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. São Paulo: Hucitec; 2007.

Gil AC. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6.ed. São Paulo: Atlas S.A.; 2008.

Denzin NK, Lincoln YS. Introdução: a disciplina e a prática da pesquisa qualitativa. In: Denzin NK, Lincoln YS. O planejamento da pesquisa qualitativa: teorias e abordagens. 2. ed. Porto Alegre: Artmed; 2006.

Bardin L. Análise de Conteúdo. Lisboa: Edições 70; 2009.

Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Política Nacional de Atenção Básica/ Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. – Brasília: Ministério da Saúde; 2012 [cited 2019 Abr 02]. Available from: http://189.28.128.100/dab/docs/publicacoes/geral/pnab.pdf

Davini MC. Practicas laborales em los servicios de salud: las condiciones del aprendizaje. In: Educación permanente de personal de salud. Serie Desarrollo de recursos humanos, n.100. Cuernavaca. Organización Panamericana de La salud. EUA; 1994.

Quintana PB, Roschke MAC, Ribeiro ECO. Educação permanente processo de trabalho e qualidade de serviço na saúde. Escola de Saúde [cited 2019 Abr 02]. Available from: http://escoladesaude.pr.gov.br/arquivos/File/textos%20eps/educacao_permanente_processo_de_trabalho_e_qualidade_de_servico_na_saude.pdf.

Motta JIJ. Educação permanente em saúde. Revista Olho Mágico. Londrina; 2002.

Ministério da Saúde. Portaria GM/MS no 198/2004, de 13 de fevereiro de 2004. Institui a política nacional de educação permanente em saúde como estratégia do Sistema Único de Saúde [document on the internet]. 2005 [cited 2019 Nov 29]. Available from: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/pacto_saude_volume9.pdf




DOI: https://doi.org/10.36925/sanare.v18i2.1377

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


S A N A R E  - Revista de Políticas Públicas

Escola de Saúde Pública Visconde de Saboia - ESP-VS

Av. John Sanford, nº 1320 - Bairro Junco - Sobral/CE

CEP: 62030-362  - Fone:(88) 3614.5520

Email: revista_sanare@hotmail.com